InícioESPORTESBrasil domina Costa Rica, mas não vence na estreia

Brasil domina Costa Rica, mas não vence na estreia

Date:

Related stories

A Grande Importância em ter um Artigo Seu Aparecendo no Google

Explore como estar bem posicionado nas buscas do Google não só aumenta sua visibilidade, mas também constrói credibilidade e confiança para sua empresa. Essa presença digital robusta não apenas atrai novos clientes, mas também fortalece sua imagem como empregador, atraindo talentos qualificados. Invista em estratégias de SEO eficazes para garantir que seu conteúdo seja encontrado facilmente, aumentando seu alcance e impacto no mercado.

Erro Grave do VAR em Brasil x Colômbia na Copa América 2024

A Conmebol reconheceu um erro crucial do VAR durante...

Alex Poatan, odds é zebra nas apostas para futuras lutas no UFC

Alex Poatan é visto como 'zebra' para lutas futuras contra Jon Jones, Tom Aspinall e Ankalaev nas casas de apostas; saiba mais.

Diego dos Anjos e o INADH: Transformando Vidas na Comunidade

A história de Diego dos Anjos e o INADH mostra o impacto positivo do empreendedorismo social no desenvolvimento comunitário sustentável.

BB e FutureCarbon destravam créditos de carbono no agronegócio

BB e FutureCarbon destravam créditos de carbono no agro, gerando receita e sustentabilidade com gestão sustentável de dejetos animais.
spot_imgspot_img

Na estreia da Copa América, o Brasil enfrentou a Costa Rica e saiu de campo com um empate sem gols. A partida, realizada em Los Angeles na última segunda-feira (24), marcou a abertura do Grupo D da competição.

O empate deixa Brasil e Costa Rica dividindo a segunda posição do grupo, ambos com um ponto. A Colômbia lidera o grupo, após vencer o Paraguai no outro jogo da rodada.

Pressão Brasileira e Dificuldades nas Finalizações

Sob o comando de Dorival Júnior, a seleção brasileira encontrou dificuldades diante de uma Costa Rica focada na defesa. Apesar do domínio territorial e da posse de bola, o Brasil pecou nas finalizações, sem conseguir transformar as oportunidades criadas em gols.

O campo, de dimensões reduzidas, dificultou ainda mais a vida dos brasileiros, que precisaram se adaptar a um espaço mais compacto. A equipe tentou compensar com um estilo de jogo mais semelhante ao futsal, com passes curtos e rápidas tabelas, mas esbarrou na forte marcação costarriquenha.

Neymar Presente na Arquibancada

Neymar, que assistiu ao jogo das arquibancadas, apareceu no telão do estádio, demonstrando claramente a frustração pelas chances perdidas pela equipe brasileira.

Próximos Confrontos

O Brasil volta a campo na sexta-feira (28), contra o Paraguai, em Las Vegas, às 22h (horário de Brasília). No mesmo dia, a Costa Rica enfrenta a Colômbia às 19h (horário de Brasília), em Glendale, Arizona.

Momentos Cruciais da Partida

Jogo Apertado e Gol Anulado

A partida seguiu o esperado: uma Costa Rica retraída, com uma linha de cinco defensores, dificultando as investidas brasileiras. As melhores chances do Brasil surgiram em jogadas de velocidade e bolas longas, aproveitando os raros espaços deixados pela defesa adversária.

Um gol de Marquinhos chegou a ser anulado pelo VAR aos 32 minutos do primeiro tempo, devido a um impedimento no desvio de cabeça de Rodrygo.

Segundo Tempo de Insistência

No segundo tempo, a Costa Rica continuou a se defender, enquanto o Brasil intensificou suas investidas. Dorival Júnior realizou substituições aos 26 minutos, colocando Endrick e Savinho em campo, tentando dar um novo fôlego ao ataque.

Lucas Paquetá protagonizou uma das melhores chances do segundo tempo, com um chute de fora da área que explodiu na trave. Endrick também tentou incomodar a defesa costarriquenha, mas a precisão nas finalizações continuou a ser um problema.

Outros Lances Importantes

  1. Raphinha em Velocidade: Aos seis minutos do primeiro tempo, Raphinha foi acionado em velocidade, mas acabou abafado pelo goleiro Sequeira.
  2. Troca de Passes e Finalização de Rodrygo: Aos 11 minutos, uma boa troca de passes entre Paquetá e Rodrygo resultou em um chute rasteiro que passou ao lado da trave.
  3. Tentativa de Raphinha: Aos 24 minutos do primeiro tempo, Raphinha teve uma chance cara a cara com o goleiro, mas não conseguiu finalizar com precisão.
  4. Paquetá na Trave: Aos 17 minutos do segundo tempo, Paquetá arriscou de fora da área e acertou a trave esquerda de Sequeira.
  5. Quase Gol Contra: Aos 26 minutos do segundo tempo, um cabeceio para trás de Quirós quase resultou em um gol contra, salvo pelo goleiro Sequeira.
  6. Chute de Arana: Em jogada criada por Paquetá, Arana chutou de primeira, mas Sequeira defendeu.

Apesar do empate, a seleção brasileira mostrou determinação e insistência, características que serão cruciais nos próximos desafios da Copa América

Subscribe

- Never miss a story with notifications

- Gain full access to our premium content

- Browse free from up to 5 devices at once

Latest stories

spot_img